Ubes – União Brasileira dos Estudantes Secundaristas

 

UBES: 40 milhões de estudantes, ideias e sonhos

 
 

Segundo o Ministério da Educação, cerca de 40 milhões de estudantes cursam o ensino fundamental, médio, profissionalizante e pré-vestibular no Brasil. É uma fantástica e movimentada multidão de jovens, ideias e sonhos diversos presentes nas salas de aula, laboratórios e grêmios estudantis de norte a sul do país.

Para representar todas e todos esses estudantes, existe há 67 anos a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES). A UBES, em conjunto das entidades secundaristas estaduais e municipais, organiza e mobiliza as vontades, as insatisfações e os anseios de todos os secundaristas brasileiros.

 
 

Lutas e Conquistas

 

A UBES atua em diversas frentes para canalizar as reivindicações dos estudantes brasileiros: nas ruas e nas redes; nas escolas públicas e privadas; no ensino fundamental, médio, pré-vestibular e técnico; em todas as esferas de governo e ao lado de diversos movimentos sociais do campo e da cidade.

Unidos, os secundaristas lutam por avanços na educação básica e técnica e pela expansão dos direitos para os estudantes. Defendem a soberania nacional, a democracia e o desenvolvimento sustentável do país. São a favor de toda forma de amor.

Neste último período, a entidade se mobilizou em torno do Plano Nacional de Educação, aprovado em 2014 no Congresso Nacional. Hoje, os secundaristas pedem a aplicação de suas vinte metas, entre elas o investimento de 10% do PIB na educação. Outras importantes conquistas para o setor foram as vinculações de 75% do royalties do petróleo e de 50% do fundo social do pré-sal.

A UBES batalha ainda pelo reconhecimento da meia-entrada para as atividades culturais e esportivas como um direito de todos os estudantes. Reivindica a reformulação do ensino médio, mais democracia nas escolas, o fim do machismo, do racismo e da homofobia no ambiente escolar e mais assistência estudantil.

Reforça a luta pelo passe livre estudantil, pela reforma política com o fim do financiamento empresarial de campanhas, pela desmilitarização da Polícia Militar e pela democratização dos meios de comunicação.

 

História

 
 

Fundada em 25 de julho de 1948, no Rio de Janeiro, e presente em todos os 27 Estados do país e no Distrito Federal, a UBES é, ao lado da UNE (União Nacional dos Estudantes) e da Associação Nacional dos Pós-graduandos (ANPG), a maior referência da juventude organizada no Brasil.

A entidade carrega uma história de protagonismo nos principais momentos da vida nacional das últimas sete décadas. Já nos anos de 1950, o movimento estudantil encabeçou a campanha “O Petróleo é Nosso!” e a Revolta dos Bondes.

Após o golpe militar de 1964, a UBES foi posta na ilegalidade, grêmios estudantis e entidades de base foram destruídos. Muitos secundaristas morreram na resistência ao regime.

A reconstrução veio acontecer apenas em 1981. Nessa década, A UBE foi linha de frente da campanha pelas Diretas Já! e conquistou o direito do voto aos 16 anos no Brasil. Já em 1992, foram os estudantes secundaristas “cara-pintadas” os principais personagens da campanha Fora Collor.

A UBES resistiu contra o projeto neoliberal, as privatizações em setores estratégicos do país e o sucateamento da educação nacional durante o governo FHC e protagonizou vitórias como a reserva de vagas para estudantes de baixa renda nas universidades e a Lei de Cotas nos anos Lula e Dilma.

 

Participação

 
 
A UBES organiza-se, basicamente, em três instâncias deliberativas: o Encontro de Grêmios, que reúne os grêmios estudantis do Brasil; o Conselho Nacional de Entidades Gerais (Coneg), que agrega as entidades municipais e estaduais secundaristas; e o Congresso Nacional da UBES (Conubes), formado por todas as entidades e também por todos os estudantes que quiserem, de maneira livre, participar.  
 


 

A UBES também realiza encontros nacionais temáticos, como o Encontro de Mulheres Estudantes e o Encontro Nacional de Escolas Técnicas.

Veja aqui os passos para montar um grêmio estudantil na sua escola.

.

 
3 de March de 2021

UBES lança documento sobre Educação na pandemia

Diante da falta de propostas e formulação do governo federal e do Ministério da Educação para as questões da educação […]
19 de January de 2021

UBES cria site DENUNCIA ENEM para receber e encaminhar relatos

No último domingo (17/1), estudantes que aceitaram fazer o Enem mesmo em um momento crítico da pandemia de coronavírus no […]
8 de January de 2021

UBES entra com ação no MPF por novo adiamento do Enem

As entidades estudantis estão em alerta sobre os impactos da pandemia do novo coronavírus na Educação. A UBES e a […]
5 de January de 2021

Enem do descaso: Há 9 meses em luta, UBES cobra adiamento e diálogo com MEC

A luta estudantil por diálogo e planejamento sobre o Enem 2020 começou assim que o edital da prova foi lançado, […]
11 de August de 2020

Diretores do IFRN se solidarizam com estudantes reprimidos neste Dia do Estudante

Neste Dia do Estudante, 11 de agosto, estudantes do Instituto Federal do Rio Grande (IFRN) do Norte foram reprimidos com […]
29 de July de 2020

Quero eleger meu diretor: Apenas 7% das escolas públicas têm gestão democrática

Apenas 7% das escolas públicas adotam a escolha de gestores por meio de eleições e processo seletivo qualificado, segundo relatório […]
19 de June de 2020

Qual a melhor data para o Enem? Para estudantes, governo empurra responsabilidade

Uma live da UNE e da UBES discutiu nesta sexta-feira (19/6) a enquete lançada pelo Inep para que as pessoas […]
29 de May de 2020

#ForaWeintraub em 10 motivos: tudo que o ministro deveria fazer X tudo que ele faz

Desconexão com a realidade parece ser uma marca do Ministério da Educação desde que Abraham Weintraub assumiu a pasta, chamando […]
16 de May de 2020

Por #AdiaEnem, estudantes unem sociedade e fazem “tsunami” virtual

Exatamente um ano após os enormes atos pela Educação de 2019, estudantes puxaram a resistência contra o governo Bolsonaro mais […]
12 de May de 2020

Por #AdiaEnem, 15 de maio vai ser dia de luta mais uma vez

Exatamente um ano depois do “tsunami da educação” de 15 de maio de 2019, nesta sexta UBES, UNE e ANPG […]
6 de May de 2020

Nossa versão para a propaganda do MEC: Também queremos fazer o Enem!

Um vídeo divulgado pelo Ministério da Educação nesta segunda (4/5) deixou estudantes indignados ao reafirmar as datas do Enem, mesmo […]